Fanfarrão de ouro!

 Tem coisa mais sensacional em olimpíada do que aquele atleta que deixa de lado a marra peculiar de quem treina exaustivamente durante meses, aquela cara de chucrute concentrado de quem veio pra vencer, e ainda assim, deixa todos comendo poeira e leva a medalha de ouro?

Pois bem, este é Usain Bolt, o jamaicano voador que não contente com seus 9s72 nos 100m ainda baixou pra ganhar a medalha de ouro em 9s69.

E ainda por cima, alcança a linha de chegada pra baixar o recorde correndo sem a impulsão dos braços  e batendo no peito… Depois ainda dança com a galera, e diz com suas próprias palavras:

Não me levo muito a sério. Eu tento me divertir e dar aos torcedores um bom espetáculo”.

3 VIVAS AO JAMAICANO.

Bom, nada contra os sisudos que fazem de tudo pra levar a medalha, mas medalha com espetáculo e simpatia é sempre mais divertido.

E tudo contra os invejosos que o acusaram de fazer pouco dos adversários, Olimpíada é coisa séria, é verdade, mas num evento como esse os sisudos deveriam baixar mais a guarda e parar de fazer melindrezinho  sobre  a atitude simpática de quem eles mesmo sabem, é imbatível.

Os jogos de Pequim ganharam muito com as presenças de Usain Bolt e Kobe Bryant, dois boas praças com fome de leão e simpatia pra distribuir. Até mesmo surpreendeu a alegria despojada de Ronaldinho Gaúcho completamente reconciliado com seu futebol e envolvido com seu grupo de meninos olímpicos que se não geniais, aos menos focados e esforçados.

O choro de Cielo no pódio também mostrou sua humildade e sua falta de marra ao mostrar ao mundo que também estava, não surpreso, mas emocionado com seu próprio desempenho.

São personagens como esses que fazem aquelas imagens inesquecíveis dos jogos olímpicos. Aquelas que ficam pra sempre em qualquer arquivo sobre olimpíada…

É por isso, que Papai Smurf sempre diz… Medalha de ouro, pra ser de ouro de verdade, precisa vir com muito mais que desempenho e talento. Pra ser de ouro, a medalha precisa ter carisma…

Já vimos muitas medalhas de bronze brilharem muito mais pela conduta do atleta do que as todas poderosas medalhas de ouro  distribuídas por míseras diferenças de centésimos de segundos, centímetros, gols, pontos, pesos e golpes.

Por isso este blog, parabeniza os fanfarrões de ouro! Os verdadeiros Espíritos Olímpicos.

E lá atrás das muralhas… O Alarido persiste!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s